Indicadores da Paz em Moçambique: De Nkomati à Gorongosa-OP-5-CEPCB-CHIVANGUE

Baixar PDF

Indicadores da Paz em Moçambique: De Nkomati à Gorongosa

Desde a independência em 1975, Moçambique já assinou 4 (quatro) acordos de paz, tendo todos eles sido violados pelos dois antigos beligerantes antes do alcance da paz efectiva.  Apesar dos progressos registados tanto a nível económico, social ainda não se vive paz efetiva em moçambique, um dos principais desafios para construção da paz efetiva são as práticas e políticas do governo e seus opositores no processo de reconciliação e construção de uma cultura de paz. Este artigo, faz um debate sobre os indicadores da paz, com objectivo de identificar e discutir a operacionalização dos mesmos nos diferentes acordos de paz já assinados. Para o efeito, a principal metodologia usada foi uma abordagem qualitativa, com apoio das técnicas bibliográfica e documental, através das quais foi consultada a principal literatura sobre os indicadores de paz, bem como documentos de instituições e organizações nacionais e internacionais que lidam com o fenómeno em análise. A principal conclusão foi de que no processo de implementação dos acordos assinados (Nkomati, Acordo Geral de Roma e Gorongonza), não são observados vários indicadores relevantes para construção de uma cultura de paz, na medida em que factores sociais, como transparência, abertura do governo, distribuição de recursos, não são considerados importantes para o alcance da paz efetiva.

CEPCB

CEPCB

Centro de Estudos de Paz Conflito e Bem Estar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Continue Lendo